domingo, dezembro 26, 2010

Natal global

Papai Noel se atrasou.
Virou errado em uma curva,
foi parar em Palembang,
onde ninguém gosta muito
do Papai Noel.

Por isso,
Papai Noel fez questão
de recompensar no presente
e ao invés de uma
me deu duas
dançarinas elétricas.

Uma era morena,
a outra também
- mas eu pintei de loiro
pra ficar legal.

E assim fundei o grupo
Axé Natal
- sucesso nas paradas da Groenlândia,
terra de gente generosa
e cintura dura.

PS: o sono cria estas coisas ruins, mas que mesmo assim a gente gosta e toma coragem de publicar!

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Dirty Harry

Ia para casa, quando ouviu pagode ordinário vindo de um bar.
- Música de gente inferior, pensou simplesmente. E sacou um três-oitão da cintura.
Bum! Bum! Bum! Bum! E...
Quando faria o último disparo, um tiro certeiro atravessou sua cabeça.
É o troco de um dos pagodeiros, pensou antes de morrer.
Não.
De pé, em sua frente, estava um homem com cara de mal.
- Arma de gente inferior, disso o sujeito, com uma Magnum 44 na mão.

Sexo seguro

Caralho e buceta
frequentavam a mesma boca.

A boca de João
- máquina de soltar palavrão.

segunda-feira, novembro 22, 2010

Abandonado

O cão carente
late de saudade.

O dono distante
foge da responsabilidade.

E a vizinhança paciente
perde a sanidade!!!

PS: ao meu ex-vizinho, que mudou de casa e deixou o cachorro sozinho na antiga... e que agora late no meu ouvido às 2 e 37 da manhã!!!

domingo, novembro 21, 2010

Chuva

Nuvem preta carregada
faz barulho e relampeja.
Mas, quando chove,
desaparece.

sábado, novembro 20, 2010

Ronaldo sumiu!

Quando Ronaldo voltou
e marcou o primeiro gol,
subiu no alambrado
e o derrubou. BUM!

Apesar do preju,
o prefeito aprovou!
Afinal, mano brow...
O mundo todo viu!
(literalmente!)

Prudente generosa
retribuiu o presente.
E Ronaldo gostou
do que viu pela frente:
- uma placa!

Que bela obra!
Réplica perfeita!
Reproduzia o alambrado
e a escalada do Ronaldo!
- Em 3-D!

O tempo passou,
o Grêmio Prudente rebaixou,
Ronaldo não voltou
e um pedaço da placa... sumiu!

Ninguém sabe, ninguém viu.
Mas, tão dizendo no pais inteiro
que quem pegou
o boneco do Ronaldo
foi alguém do Cruzeiro!

- pra fazer VODU!!!

*** baseado na matéria que mais gostei de fazer esta semana, sobre o sumiço do boneco do Ronaldo da placa no Prudentão que homenageia o primeiro gol dele no retorno ao Brasil ***

quinta-feira, novembro 11, 2010

Banda colorida

Pelu
Koba
Thomas
Pe Lanza.

Juntos eles formam...
- OS POWER RANGERS!!!

O mundo está morfando,
e esqueceu de me avisar.

terça-feira, novembro 09, 2010

Pulítica

A Dilma ganhou
o Lula gostou
e a vida segue em frente!

O Geraldo voltou
o Aécio continuou
- e ao Serra
sobrou o twitter!

Serra serra serra dô
serra o papo do vovô!
O vovô esclerosou
- e... virou o Plínio!

43: Marina Silva
34: Silva Marina?
44: Marina Marina
33: PMN
(Partido da Marina Neutra).

Comunistas, como o Netinho!
Realistas, como o Levy!
Articulados, como a Weslian!
Intelectualizados, como o Tiririca!

Neste rio de curvas mil
Deus, salve o Brasil!

quarta-feira, outubro 27, 2010

Adeus

No céu do mar
de Flipper
Shamu
Willy
e Jacques Cousteau
quem chega agora
é o polvo Paul.

sexta-feira, outubro 22, 2010

Ma q #%&$ é essa!

Com toda certeza, este é o blog mais débil mental que já encontrei na vida:
http://coabcoso.blogspot.com/

O "Coveiro Inominável" realmente é um cara que não tem medo da excomunhão!

terça-feira, outubro 19, 2010

Personagens da Margô

Galera, para quem não sabe, tenho outro blog no qual publico de tempos em tempos uma história chamada O Laboratório da Margô. Faço em temporadas. Atualmente, a primeira está pronta e a segunda virá em breve.
Enquanto isso, fiz uma ilustração de cada um dos personagens principais. Para você conferir, tem dois jeitos. No http://www.laboratoriomargo.blogspot.com/, todos eles estão à direita. Aproveite a visita e também leia os capítulos : ) .
Se quiser ver os personagens com mais detalhes, entre em http://www.lucaslourenco.blogspot.com/. Mais uma vez, aproveite e confira meus outros desenhos.
Agradeço desde já! Deixe seu comentário e volte sempre!

sexta-feira, outubro 15, 2010

Mineiros chilenos

Sai um,
sai outro,
saem os 33.

O buraco está vazio,
os corações estão cheios.

- Chi chi chi
le le le!

Festa,
mas sem rojão:
para não haver
barulho de explosão.

Na morte
definitiva
- que agora passou perto -
creio que
os mineiros chilenos,
todos os 33,
escolherão ser cremados.

- Para baixo da terra nunca mais!

quinta-feira, outubro 14, 2010

Tropa de Elite 2 x Tropa de Elite 1

. O 1 é aspira. O 2 é caveira pronta;
. O 1 é otimista. O 2 é pessimista;
. O 1 combate o tráfico. O 2 extermina o tráfico – para então aparecerem os reais inimigos;
. O 1 é 100% Bope. O 2 é 100% Nascimento;
. O 1 é real. O 2 é surreal;
. O 1 é extrovertido. O 2 é introvertido;
. O 1 é direto. O 2 é tortuoso;
. O 1 é engraçado. O 2 também;
. O 1 tem frases de efeito. O 2, um tanto menos;
. O 1 aponta o dedo na cara do playboy e maconheiros em geral; o 2 aponta o dedo na cara do eleitor e do povo brasileiro no total;
. No 1, Nascimento é imbatível. No 2, não;
. Por isso, no 1, você sai do cinema querendo ser Nascimento. No 2, não;
. No 1, tudo se resolve no tiro. No 2, longe disso;
. No 1, muita gente morre. No 2, mais ainda;
. O 1 não deixou brecha para se fazer o 2 – que, ainda assim, acabou sendo feito. O 2 não deixa brecha para se fazer o 3 – que, ainda assim, será feito?;
. O 1 é um ótimo filme. O 2 também.

quarta-feira, outubro 13, 2010

Pedalar é preciso!

Pra quem gosta de bike, segue o link de um vídeo de uma pedalada entre São Paulo e Santos. O pessoal combinou tudo pelo orkut e se conheceu na hora! Meu velho amigo Marcos Daltozo participou e representou bem a galera beltrânica (piada interna). Parabéns, rapá!
Se liga: http://www.youtube.com/watch?v=sD5UKcplyEQ

terça-feira, julho 27, 2010

Hotel Transamérica

Abro a cortina
vejo a piscina
e a água parece fria.

Noto a favela
fecho a janela
e ligo o ar condicionado.

Ponho o pijama
deito na cama
e acordo ao meio-dia.

Encho a banheira
fico de bobeira
e saio todo enrrugado.

Peço o almoço
devoro até o osso
e aceito a confeitaria.

Volto ao apê
ligo a TV
e - glória a Deus! - ainda estou cansado!

segunda-feira, julho 12, 2010

Momentos memoráveis – Copa 2010

. Melhor jogo: Brasil x Holanda. Jogando o “filé da bola” no primeiro tempo, o hexa viria certo! Kaká era Kaká, Robinho era Robinho, Lúcio era Lúcio - e Felipe Melo, santo Deus!, NÃO era Felipe Melo (que passe!);
. Pior jogo: Brasil x Holanda. O Alzheimer bate no intervalo e o time esquece o que fez no primeiro tempo. Kaká não era mais Kaká, Robinho não era mais Robinho, Lúcio continuou sendo Lúcio... mas, de nada adiantou. Afinal, Julio César deixou de ser Julio César e Felipe Melo, Dio santo!, VOLTOU a ser Felipe Melo!;
. Melhor time: Alemanha. Se Honduras enfiasse 4 a 0 na Argentina, Honduras seria a melhor seleção da Copa;
. Técnicos: Maradona beijoqueiro, Domenech encrenqueiro, Dunga retranqueiro, Del Bosque tranquilão e Jochim Löw, o alemão comedor de caquinhas!;
. Musos: Cristiano Ronaldo? David Beckham? Canavarro? Meninas... Puyol (que, segundo minha namorada, parece o Capitão Gancho)!!!!;
. Monstros: o bicho-papão que de noite assusta as criancinhas é a soma da cútis do Tevez + a scarface do Ribéry + a verruga no canto da boca do Maxi Pereira + a testa e a trança do Gervinho + o jeito meigo do Felipe Melo;
. Nomes mais legais: Schweinsteiger (Alemanha), Van Bronckhorst (Holanda), Capdevilla (Espanha), Tshabalala (África do Sul) e, muitos níveis acima, Welcome (Honduras);
. Troféu pinga sangue: talvez a cor laranja afete o senso de contenção do ser humano, pois nunca se viu bater tanto quanto a Holanda na Espanha e a Costa do Marfim no Brasil!;
. Melhor árbitro: não foi;
. Troféu “Eu queria no meu time”: Schweinsteiger, Diego Forlan e Lúuuuuucio!;
. Estádio mais bonito: qualquer um, sem contar os gramados;
. Bastidores, em ordem cronológica: na abertura, o mundo conheceu Galvão e mandou-o calar a boca (como eu e você fazemos há anos nos domingos em que ele tá a fim de trabalhar); na metade, os olhares encantaram-se com Larissa Riquelme, dona de duas montanhas nos Alpes paraguaios (onde cria celulares); e no final, o universo ajoelhou-se perante Paul, o polvo emissário do divino!;
. Pé frio: agora todos nós sabemos porque os Beatles são mais queridos e famosos que os Rolling Stones;
. Camisa mais bonita: Alemanha. Tanto é que tem uma pendurada no meu armário. Menção honrosa: Espanha e México. E viva a Adidas!;
. Troféu dicção: Galvão, tentando pronunciar o sobrenome do goleiro espanhol Iker Casillas durante a final: Cassidjas, Cazilhas, Cassilas, Cazidjas, Cassilhas e por aí vai...;
. Troféu “eu tenho cara de bebum”: Dr. José Luiz Runco (Brasil);
. Troféu “ainda bem que não me convocaram!”: Neymar, Paulo Henrique Ganso, Ronaldinho Gaúcho e o goleiro Vítor;
. Troféu “crime temático durante a Mundial de Futebol”: caso Bruno;
. Troféu “exageramos na quantidade de repórteres e, por isso, tínhamos que fazer matéria de qualquer porcaria”: Rede Globo;
. Defesa mais bonita: Suarez (Uruguai);
. Gol mais bonito: Luis Fabiano (esporte que proíbe usar o braço é o tênis, que se joga com raquete!);
. Troféu “cobrança de pênalti a la Palmeiras e Atlético Goianiense pela Copa do Brasil”: Paraguai e Espanha (menção honrosa a Gyan, atacante de Gana);
. O que fica de bom para a humanidade: a paz e a harmonia dos povos bebendo cerveja em pleno estádio! no outrora dividido território sul-africano (vulgo Distrito 9);
. O que fica de nocivo à humanidade: vuvuzela e jabulani.

sexta-feira, maio 28, 2010

cirurgia

reto sem excesso a lâmina afiada
adeus gordura adeus texturas já vão tarde
mente limpa corpo limpo espírito-além
fecham os olhos abrem os olhos e nada muda amém

quarta-feira, maio 12, 2010

Dunga

Vamos a uma comparação talvez não muito apropriada. Se o Dunga jogasse truco, ele seria daqueles parceiros incapazes de blefar. O cara iria passar o sinal e você saberia exatamente as cartas que estariam em mãos. Aí, caberia jogar com o apoio do técnico da seleção – ou por conta própria.
Para ele, seria muito difícil, inadequado e até injusto comunicar uma carta que ele não tivesse só para enganar a dupla adversária. Vai que o meu parceiro não entende bem que foi um golpe, pensaria Dunga. É melhor jogarmos limpo um com o outro.
A mesma estratégia seria mantida com as cartas na mesa. O adversário gritaria truco e Dunga só tornaria um sonoro seis se de fato estivesse com uma manilha nas mãos - ou um três, talvez... Não, seria muito arriscado. Se o cara pede truco, é porque algo ele tem. E se estivesse mentindo? É melhor não arriscar.
Pode ser que Dunga ganhe a partida? Pode ser. Os sapos em torno da mesa, porém, não dariam aquela risadinha de canto de boca quando vissem os descartes do gaúcho do cabelo em pé. Nenhum estaria fora de lugar, nenhum seria obra de uma jogada de risco, capaz de enganar o camarada ao lado.
Caso tenha um parceiro pouco mais “malandrão”, Dunga vai que é uma beleza! É só saber usá-lo e deixar o elemento surpresa aqui comigo, pensaria o cidadão. Mas, se do outro lado da mesa estiver outro Dunga, ou, quem sabe, um Jorginho... Aí, o jeito é contar que as boas cartas em mãos deem conta da sorte e funcionem melhor que as ruins...
E assim vamos nós, rumo ao hexa!

domingo, maio 09, 2010

Delirations

O que você faria se, um dia, ao acessar o caixa eletrônico, Deus aparecesse na tela e dissesse sorrindo:
- Meu caro, você tem R$ 1 milhão na conta!
Você, não sei. Mas, eu, diria:
- Então sai já daí de dentro, seu folgado!

quinta-feira, abril 15, 2010

Fluir

A onda balança o bote
e o bote sobe e desce
de acordo com seu balançar.
A onda grande encobre o bote
e o bote afunda nas profundezas do mar.

O mar sem fim enfim descobre
qual tamanho de seu fundo
quando o bote naufragado
toca de vez o chão do mundo.

quarta-feira, abril 07, 2010

Margô de volta!

Pessoal,
Depois de quase dois meses sem publicar nenhum capítulo novo, coloquei o 16º da Margô. Confira, por favor: www.laboratoriomargo.blogspot.com.
Fiquei boa parte deste tempo trabalhando em um livrinho para um concurso cuja resposta só sai no segundo semestre.
Por isso, fiquei ausente. Peço desculpas e vou me esforçar para que intervalos como este não se repitam. Abraços!

quinta-feira, abril 01, 2010

Meta do dia

A proposta é correr até onde o cansaço permitir. A ideia é ir em estrada de terra, pois dificulta e é mais vazio. O objetivo é fortalecer o corpo e o espírito - chegar onde se pensava impossível. Então parar, respirar fundo e admirar cada centímetro da paisagem. Consegui!

O foda é depois ter que voltar!

segunda-feira, março 22, 2010

Boa garoto!

A internet é boa pq vc encontra coisas véias e inesperadas... E é sempre bom ler coisas boas, descobertas do além-além. Achei esta entrevista do Jostein Gaarder, autor de O Mundo de Sofia, concedida à Folha de S. Paulo 5 anos atrás. Em certo momento, ele dá uma bela definição.

Folha - O mais importante na literatura é a história?

Gaarder - Sim, não precisamos dos livros, mas das histórias. Diversas sociedades no mundo nunca tiveram livros, mas nenhuma prescindiu das histórias. Na sociedade moderna, perdemos o hábito de contá-las e começamos a esquecê-las. Por isso, tivemos que escrevê-las. Cem anos atrás, por exemplo, não havia qualquer livro infantil na Noruega. Mas havia muitas histórias, mais do que podemos encontrar hoje.

Boa garoto! Lembro que quando tava no terceiro colegial, comecei a ler O Mundo de Sofia, mas não tive saco. Muito didático e muito grande, pensei. Depois desta definição, tô até pensando em pegar de novo...

O link da entrevista tá aqui: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u52793.shtml

quarta-feira, março 17, 2010

Rotina

Fecha os olhos e ouve o zumbido. Quem te chamas?
Respira suave e incha os pulmões. Teu sangue muda a cor e espalha-se por tuas veias. Volta sujo e sai de volta, dissolvendo-se na atmosfera do mundo.
Fecha a boca enquanto falas. Enquanto falas contigo mesmo. O que te respondes?
Relaxa os músculos dos pés à cabeça. Tira o peso do chão, livra o crânio dos céus. Dança deitado sobre tua noiva. Queres o fim do mundo dentro de um segundo. O universo imenso dentro da microscópica célula que vence. E te transmuta em outro.
Abre o peito e fecha o corpo. A noite densa é origem da manhã imensa. Brilha o sol e esconde as estrelas. Salta a vida do galho das árvores. Entra a vida pelas folhas dos galhos. O galo canta e tu, inerte, espanta-te...
Bom fim é o recomeço!

domingo, fevereiro 07, 2010

Fundo do baú 19

E um dos preferidos de todos os tempos:

CABELEIRA IMPOSSÍVEL

Não é minha boca que fala por mim.
São minhas entranhas
que se torcem
e cospem estas palavras
estranhas.

Se tropeço no caminho
não é meu dedo que se arrebenta,
não é minha unha que roxeia.
Da virilha ao mal de Aquiles,
é toda perna que apodrece.

Quando penso, não é
a cabeça que me dói.
É o estômago,
que se retrai, escurece
e implode, chupando
todo o resto para si.

Quando beijo, não são
meus lábios inchados,
nem minha língua vermelha
ou meu gosto indiscreto
que você sente.
É o meu peito,
que estoura e ejeta
para todos os vasos,
o mais bem guardado sangue.

Minhas costas doem,
mas não são elas.

São os cabos de aço, presos
nos discos da coluna.
As outras pontas,
eu não as vejo.
Eles saem e sobem e se
perdem lá em cima,
trançando com outros
cabos uma cabeleira impossível
- que sustenta bilhões
de corpos
tão pesados, tão rígidos,
tão tortos e pequenos
como o meu.

Fundo do baú 18

FIM

Com os olhos em lágrimas
ela foi-se embora.

Lá vivera amores
e dores.
Sofrera por tapas e flores.

Em perfumes e vinhos
entorpecia-se.
Com carícias e versos
encantava-se.

Milhares de beijos,
milhares de abraços...
Quando nem os desagrados
aflingiam-na.

Contudo, tudo tornou-se velho.

As cores, aos poucos, desbotaram.
Lustres e vitrôs quebraram.
E os cupins, gordos, engordaram.

Onde se dançava sobrou o vento.
A música dos instrumentos
agora é resto de memória...

E os olhos que as olhavam
já alimentam os vermes.
Os sorrisos e beijos e braços...

Onde se fodia
não se fode mais.

Onde ela era rainha,
ninguém se lembra.

Fundo do baú 17

???

Parados na esquina
conversavam, aos risos,
dois filhos da burguesia,
ferindo a noite muda.

Eis que se aproxima,
vindo não se sabe donde,
o velho guarda noturno...

Dá-lhes boa noite,
recebe-lha de volta.
Tratam-se de velhos conhecidos,
meninos ali da rua.

Frio, bastante frio...
Calma, bastante calma...

Conversa vai, conversa volta
e a incrementar
o que contava, mostra-lhes,
o guardinha, seu grande segredo:
uma arma!

De súbito, puxa-a para si
um dos rapazes...
Um para o guardinha,
um para o amigo,
outro pra cabeça.

Caem os três mortos,
acordando a vizinhança,
manchando a calçada
e encerrando nossa história.

Hehehe!

Fundo do baú 16

POEMA BOBO (PARA SER ESQUECIDO)

No banho surgem-me poemas
Gota a gota
Verso a verso
Enxugo-me
Somem todos

Novo banho
Novas gotas
Novos versos
Enxugo-me
Somem todos

Não adianta
Os versos de um banho não são
Versos de poema
Surgem
Para serem esquecidos

Fundo do baú 15

POEMA ESCATOLÓGICO

Vá ao banheiro,
arrie as calças,
sente e faça força.

Mire o resultado
e veja:
eis o apelido
do mais inocente
aluno da terceira série:
cocô,
ou melhor, Cocô.
Pois virou nome próprio.

Para a loucura da mãe
(escolhera um nome tão bonito!)
a maldade não parou
por aí.
O menino cresceu
e virou moço.
Hoje, com vinte e dois,
Cocô já não existe.
O apelido cresceu junto:
todo mundo fala
Merdão...
- E ele atende!

terça-feira, janeiro 05, 2010

Silogismo 2 ou...

... CONTINUAÇÃO DA CONTINUAÇÃO DA CONTINUAÇÃO.

Amo ela
é cacofonia.
Cacofonia
é vício de linguagem.

Logo:
o amor é uma droga.

Continuação da continuação

Ganhei uma! Da minha namorada.
E por essas é por outras é que...

Eu amo ela!

Continuação do poema anterior

Mas, com que dinheiro???

Silogismo

Time is money.
But money
que é good
nóis num have.

Logo:
preciso comprar uma agenda.

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Fundo do baú 14

NA NOITE QUE CAI

A noite cai calma e fresca
na cidade de Londrina.

Olho, aqui debaixo, a menina
do quinto fechar a cortina.

Foi-se. Eu também estou indo.
Para casa, para o quarto, para
o sono e a fuga.

Não há vontade. Não há força nenhuma.
É o estado de letargia.
É o processo auto-destrutivo.

Mas sou feito de aço.
Haha... Tenho um "S" estampado no peito.
Imortal, invencível.

- Que pena!

Queria ser de palha, para
queimar mais fácil.
Ser de areia, para
sumir com a maré.
De leite, para
chorar sobre meu próprio cadáver.

Fundo do baú 13

A ONDA

A onda bateu na cara do menino,
Que tombou, rolou e parou sentado.
A mãe, que como mãe tudo via,
Da praia partiu em disparada
E desesperada apanhou o filho.
O menino, da onda na cara e
Da corrida desengonçada da mãe, ria.
E antes que ela dissesse uma só palavra,
Ainda meio tonto, soltou:
- Só você mesmo mãe pra não
Perceber que é tudo brincadeira...
E continuou a rir e abraçou sua mãe.

Fundo do baú 12

CÁ EU ESTOU

Cá eu estou,
nove da noite,
no alto do edifício.
Venta, relampeja.
A moça do prédio em frente
deixa-me a suspirar e entra.
Vem agora seu marido,
gordo, sem camisa,
palitando os dentes.

Olho pra baixo,
passeia o porteiro.
Sinto vontade de cuspir,
saliva grossa, sabor sardinha,
estalando em sua cabeça.

Fecho a janela,
Vou-me deitar.
Sei que é cedo,
não tenho sono.
Acostumei-me, apenas,
a fazer e aceitar
o que não quero.

sábado, janeiro 02, 2010

Encerramento

Um dia, Manuel Marival Menezes, famoso MMM, decidiu que era hora de partir. Então, fez as malas, colocou um bom sapato e pegou a estrada. Andou até um ponto de ônibus, fez sinal e embarcou no primeiro que passou. Sequer viu para onde ia.
Duas horas depois, desceu numa rodoviária esquisita. Sentou-se em um banco largo, tirou um sanduíche do bolso e mordeu com gosto. Mastigou repetidas vezes e deu um pequeno arroto. Ficou satisfeito.
Estava de relógio, mas não olhou as horas. Estava com calor, mas não tirou a blusa. Estava desempregado, mas tinha todas as economias do porquinho consigo. Assim, sem desejar mais nada da vida, deitou-se de barriga para cima e morreu exatos 32 segundos depois.