terça-feira, junho 06, 2017

Caverna de nuvens

Quando sinto que a vida é trivial,
lembro, às vezes, que existem
as tartarugas,
as equidnas,
os seres brilhantes das profundezas;
que as plantas brotam do chão
e não caem,
que os gatos nos observam em silêncio,
que há o universo,
a Terra: todos peixes num aquário azul,
homens do mito de Platão,
presos numa caverna voadora, feita
de nuvens de água, que surgem, somem,
e reaparecem sem padrão algum.

quarta-feira, março 22, 2017

Cosmologia

Ai de ti
que só escreve sobre si.

O sol,
a Terra, a lua
e todo resto dos planetas,
tatuou na barriga,
em volta do umbigo.

Das cinco vogais,
só usa a segunda e a última.

Sai deste corpo
que não te pertence!

Vem pra fora ver a vida,
as dores,
as alegrias
que não são - e também
são - tuas.


quarta-feira, fevereiro 08, 2017

Desejo

Deveria ter um poço
onde a gente joga
toda nossa dor
mágoa
cansaço
raiva
ossos trincados

e recolhe água fresca.

quarta-feira, janeiro 18, 2017

Show, Teatro e Game 2016

Foram um só de cada.

- Show: Tributo a Amy Whinehouse no Theatro Pedro II (Ribeirão Preto)
Nunca vi uma plateia tão generosa. O show tava ruim: apesar da banda boa, a Amy cover tava supernervosa, mas a galera comprou pra si a moça e começou a cantar junto, a bater palma, empolgar, como quem diz: vai sem medo que, se cair, a gente te segura. No fim, a cantora (não lembro o nome dela) saiu dançando pela plateia, fez selfie com Deus e o mundo, sorriu e chorou e a coisa terminou bacana (e um pouco doida).

- Galileu Galilei (Bertold Brecht), também no Pedro II
Primeira peça que vi neste teatro lindo, Denise Fraga como protagonista, atuações de primeira, coisa linda. Só um pouco longa.

- Chrono Trigger
A versão do PSOne no PS3. Joguei bem espaçado, levei mais de ano pra zerar. Mas, zerei.

Álbuns 2016

Foram 15. Só tô contando os que ouvi de cabo a rabo, alguns mais de uma vez. Claro que ao longo do ano ouvi várias músicas dispersas e partes de outros álbuns, mas não contabilizei. Da lista, somente Ruído Rosa (Pato Fu) ouvi em mídia física (CD). Que coisa, não? 

Destaque para as descobertas: Caso Real (Lítera), The Golen Age (Woodkid) e para o novo do Kings of Leon, Walls.

- Breathe (Midnight Oil);
- Ruído Rosa (Pato Fu);
- Gol de Quem? (Pato Fu);
- Yield (Pearl Jam);
- The Golden Age (Woodkid);
- Leviathan (Mastodon);
- L’enfant Sauvage (Gojira);
- Caso Real (Lítera);
- Favourite Worst Nightmare (Artic Monkeys);
- City of Echoes (Pelican);
- Raimundos;
- Titãs Acústico;
- Velocia (Skank);
- Walls (Kings of Leon);
- In Utero (Nirvana).

terça-feira, janeiro 17, 2017

Séries de 2016

Foram sete temporadas de cinco séries diferentes. Dou conta de ver muita série ao mesmo tempo, não.
Lamentamos imensamente o cancelamento de Marco Polo.

- Black Mirror (1ª e 2ª temporadas);
- Demolidor (1ª e 2ª temporadas);
- Game of Thrones (6ª temporada);
- Marco Polo (2ª temporada);
- Strange Things (1ª temporada).

segunda-feira, janeiro 16, 2017

Filmes de 2016

Vez dos filmes, também por ordem de visualização. Foram 37. Destaques para O Homem nas Trevas e Um Dia Perfeito -- filmes que vi sem pretensão alguma, sem saber direito do que se tratavam, e que surpreenderam de tão legais que são. Lixo absoluto do ano (creio que da vida): Warcraft. Constatação bacana: gosto e vi mais documentários do que me lembrava.

Pura curiosidade, mas que mostram os tempos em que vivemos e, claro, minha personalidade. Foram 22 via Netflix; só 7 no cinema (e apenas 2 deles sem ser de super-herói); 6 na TV paga (todos documentários); e só 2 piratões (Os Oito Odiados e Tartarugas Ninja). Nenhum na TV aberta.

- One Hundred Eyes;
- 47 Ronins;
- Fargo;
- Dirty Harry;
- Paris, Texas;
- Keith Richards: Under the Influence (doc);
- Deadpool;
- O Regresso;
- O Titanic Nazista (doc);
- Gala (doc);
- Construindo um Império: Os Astecas (doc);
- O Grande Lebowski;
- Stigmata;
- Kung Fury;
- A Marca da Forca;
- Lunar;
- Os Oito Odiados;
- Capitão América: Guerra Civil;
- X-Men: Apocalypse;
- Henrique Rodovalho (doc);
- Warcraft;
- Canções do exílio (doc);
- John Wick (De Volta ao Jogo);
- Corrida do Doping (doc);
- O Profissional;
- Star Wars – Uma Nova Esperança (Episódio IV);
- O Homem nas Trevas;
- Doutor Fantástico;
- O Livro de Eli;
- Um Método Perigoso;
- Tartarugas Ninja;
- Doutor Estranho;
- Senhores do Crime;
- Rede de Intrigas;
- Misericórdia;
- O Leitor;
- Um Dia Perfeito.

sexta-feira, janeiro 13, 2017

Quadrinhos de 2016

Agora a vez das HQs do ano passado. Foram 88. A lista abaixo está um pouco bagunçada, pois foi feita na ordem de leitura. Por isso, algumas séries aparecem repetidas (mas, não seus números). Também não coloquei o nome dos autores, pois algumas delas são feitas por muita gente, daria um trabalhão danado resgatar agora quem fez o quê.

Hoje, sequer lembro do que se tratava boa parte dos quadrinhos que li em 2016. Outra parte, a maior, é mediana e uma ou outra HQ está acima da média. Nessa última categoria, estão: All-Star Western; A Grande Cruzada; DK3; Patrulha do Destino; Cornucópia; Penitente; Groo; e Poema em Quadrinhos.

- All-Star Western - Novos 52 (completo);
- Relicário;
- Arzach;
- A Grande Cruzada;
- Superman – O Último Filho;
- O Cosmonauta;
- Gata Garota;
- Black Science 1-8;
- Astro City 4;
- O Maravilhoso Mágico de Oz;
- LJA (New 52) 1-10;
- Venon 1;
- DK3 1;
- Patrulha do Destino 1;
- O Pequeno Song;
- Bonnie & Clyde;
- Cornucópia;
- Homem de Ferro 4 e 5;
- Black Science 9-11;
- Patrulha do Destino 2;
- Papa-Capim: Noite Branca;
- Sardinhas;
- Batman x Grendel 1 e 2;
- Tirinhas do Zodíaco;
- One Piece 11-17;
- DK3 2;
- Meus Problemas com as Mulheres;
- Patrulha do Destino 3;
- One Piece 18-20;
- Spider-Man 5;
- Mickey 883 e 884;
- Gato Coió;
- Vagabundos no Espaço;
- AdriaA (fanzines);
- RxDxPx;
- Cumida di Rato;
- Baratas de Bar;
- Fliperamas;
- Batman & Robin 15;
- Cavaleiro das Trevas: A Última Cruzada;
- Penitente 2;
- Marvel+Aventura 7: Surfista Prateado;
- De Volta à Era do Apocalipse;
- Youngblood 1;
- Cyber Force 1;
- Glory 1;
- Capitão América: Heróis Renascem 1;
- Cable: Sangue & Metal;
- Groo: O Errante 3-5;
- Poema em Quadrinhos.