terça-feira, novembro 30, 2004

Poema que escreverei...

O toureiro tenta espetar o lombo do touro. Não consegue, o touro desvia. A situação se inverte e é o touro quem espeta o toureiro, na barriga. O sangue explode, e o touro, com o vermelho, se excita. Espeta ainda mais. Mais e mais. Carrega o toureiro agonizando até fincar os chifres na muralha. E morre o toureiro, rubro, aos pés da atonita torcida.

Lá no meio, sorri um garotinho. Pois o touro venceu.

Júlia

Para quem gosta (e também para quem não gosta), recomendo o novo gibi Bonelli nas bancas: "Júlia, aventuras de uma criminóloga".
Desenhos de Luca Vannini. Roteiro do já lendário Giancarlo Berardi (o mesmo do Ken Parker - clássico dos clássicos do faroeste).

Boa coisa nestes gibis italianos: dá pra ler, a maioria, numa cacetada só... Sem continuações infinitas.

Neste número, Júlia investiga um caso típico de assassinato. Freud iria gostar...

Não é um clássico. É uma boa história; protagonista cativante, charmosa... Tudo o que a mente criativa dos italianos tem a oferecer. O nº 2 já deve estar pra sair...

segunda-feira, novembro 29, 2004

Palmeiras 1 x 2 Flamengo

Depois de perder para o Guarani, só faltava uma derrota para o Flamengo.
Sem desprezo ao time carioca, mas é que vocês não estavam nada bem.
Mesmo assim, foi um jogo bacana. Os dois times são muito limitados tecnicamente, mas valeu a raça. O problema é que o Palmeiras vinha de seis vitórias consecutivas, deixa a torcida empolgada e agora... É o velho ditado: nadamos para morrer na praia.
Parabéns ao Magrão, raça pura, jogando com as meias arriadas agora no final (estilo anos oitenta) e ao Júlio César, o melhor goleiro do Brasil que, mesmo falhando, ainda consegue ser o melhor em jogo...

Só um comentariozinho: vai ser flamenguista assim lá na pqp, Galvão Bueno!

domingo, novembro 28, 2004

Foi?

Deu certo isso aqui?