sexta-feira, abril 29, 2005

Ébano

Dark side of the moon + Dark side of the force + Zé Pequeno = Eita Peste!

quinta-feira, abril 28, 2005

Caramba!

Precisava ter escrito tanto?

Brasil x Guatemala (ou X-tudo)

Chega! Parei de ver...
Que tipo de jogo é este?
Numa só tacada: comemoração dos 40 anos da Rede Globo; despedida (outra) do Romário na Seleção; e a "nova" câmera "aérea".

O mais legal é o Arnaldo entregando tudo.
Galvão: "E se a bola bater na câmera?"
Arnaldo: "Bola ao chão. Como foi feito na Copa de 94, em Detroit!"
Ué... Que raio de nova tecnologia é essa que tem mais de dez anos?

Ah sim, claro... Nova no Brasil. Verdade.
O diretor de imagens estava fissurado; criança quando ganha um video-game: trasmitiu metade do jogo a partir dela! Poder é pra se mostrar, não é não, Rede Globo? Numa hora dessas, a informação visual já ia pelas cucuias!

E o Galvão ficava: "Vamô lá? Vamô viajar junto com a bola?" Umas seiscentas vezes. Mais repetitivo que o Silvio Santos. Quase estendi o cartaz do "Eu já sabia"! Eu sei que a câmera "voa" em cima da bola, não precisa mais explicar (pelamordedeus)!
Convenhamos, que coisa de bêbado! Eu aqui em casa cantava: "Entrei de gaiato no navio, Ô!"
E o Galvão: "Não estranha não. O campo tá torto mas é assim mesmo!"
Que beleza! É o futebol visto de um convés!

Tava torcendo pra alguém dar uma bolada naquela câmera... Pouquinho de maldade não faz mal a ninguém.
Uma hora, quase!, quase acertaram! Preju pra Globo no próprio aniversário. Que belo presente de grego! Já pensou se a bica viesse do Romário? Hehehe! Perfeito!

Aliás, e ele... Entrou chorando e saiu empinado! Peixe!
Romário = Oscar Smith? Será? Avisa antes pra eu me programar e não assistir mais nenhuma despedida!

Arnaldo: "Toda festa boa tem que ter um chato. Só espero que não seja o árbitro!"
O árbitro não, meu caro. É só pedir pro cara aí do lado gritar Rrrrrronaldinho! e você descobre quem é.

E o Robinho, o Magrão e o Marcos saem no primeiro tempo... Era melhor eu desligar a TV mesmo!

terça-feira, abril 26, 2005

Bento XVI

Foi ou não foi uma decepção surgir o Ratzinger depois do Abemus Papa?
Sei lá se ele é bom ou ruim, se é super, mega, ultra conservador ou nada disso.
Só que era o favorito, né? Sempre é chato quando o favorito ganha.

E a imprensa ainda ficava botando esperanças nos fiéis do terceiro mundo: de que o papa poderia ser um argentino, um nigeriano, um brasileiro! Blá blá blá!!!

Outra coisa que não entendi. Benedictus = Bento? Não teria de ser Benedito?

Hehehe... Agora para rir. Onde eu fiquei sabendo que o papa já havia sido escolhido?
No Tarde Quente, do João Kléber! Hahahahaha!
Se for depender de mim, o novo papa já começou mal.

domingo, abril 24, 2005

Vortemos!

Ae, povo meu...
Quase, hein, quase! Mas o Eita Peste! não morreu não.
Não poderia, afinal:

"Desde Mallarmé, a obsessão pelo fazer literário (e/ou artístico, e/ou humano) se manifesta pelo desejo de preencher o espaço em branco da folha de papel. Manchar a folha com o falo da caneta, com o sêmen da tinta negra, maculá-la pelo estupro. Assassinar sua pureza equivale a fazê-la significar duas vezes. A torná-la significante de outra e inarredável forma, tão enigmática quanto a forma original. Não teria sido melhor deixar a folha em branco significado do inconspurcado, como no mito da Virgem Maria? Se a escrita é necessária, não teria sido melhor escrever como Deus escreve as estrelas no céu? O branco sobre o negro? A luz sobre as trevas?"

Silviano Santiago

Hehehe!